Começo das aulas

Governo nacional pretende que crianças e jovens tenham vacunação completa para o começo das aulas

O governo nacional reafirmou que sua “prioridade é que as crianças e os jovens com idade escolar tenham o esquema completo para o começo das aulas”, em referência à vacunação contra a Covid-19, para que “isso permita um ano letivo frutífero”, e com esse objetivo, o Executivo coloca à disposição das jurisdições uma série de ferramentas para facilitar o retorno às aulas.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, até ontem, na Argentina, 86,4% da população tinha recebido pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19, 74,4% recebeu pelo menos duas e 20,4% já recebeu três doses. 77,4% das crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos iniciaram seus esquemas de imunização (primeira dose) e 85,5% dos que têm entre 12 e 17 anos.

Enquanto 56,6% completaram o esquema entre 3 e 17 anos, também com diferenças de acordo com a faixa etária: a população entre 12 e 17 anos com duas doses chega a 67,1% e a de 3 a 11, atinge 46%.

Enquanto isso, a Administração Nacional de Medicamentos, Alimentos e Tecnologia Médica (Anmat) aprovou a vacina contra a Covid-19 do laboratório da Pfizer para sua aplicação em crianças entre 5 e 11 anos, informou hoje a ministra da Saúde da Nação, Carla Vizzotti, e especificou que é provável que nos próximos dias haja novidades sobre sua distribuição.

Ontem, a ministra da Saúde, Carla Vizzotti, e seu homólogo da Educação, Jaime Perczyk, reuniram-se com representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), da UNICEF, da Sociedade Argentina de Pediatria (SAP) e da Ouvidoria das Crianças e adolescentes, a fim de atingir consensos sobre as estratégias para fortalecer a vacinação contra a Covid-19.(telam.com.ar)

Visitas OnLine -12707